6789br

Fertilizantes puxam queda do lucro líquido da Bunge em 2009

No acumulado do ano, a redução dos rendimentos foi de 66%A Bunge, processadora de oleaginosas e produtora de fertilizantes, anunciou nesta quinta, dia 4, lucro líquido de US$ 11 milhões no quarto trimestre de 2009, ante prejuízo de US$ 210 milhões em igual período um ano antes, segundo um comunicado divulgado pelo grupo norte-americano. A companhia foi afetada por um enfraquecimento na demanda por fertilizantes e commodities agrícolas, mas prosseguiu com acordos nos últimos meses, incluindo a venda de ativos para a Vale.

? O resultado do quarto trimestre representa um fim decepcionante de um ano misto e, no final das contas, desafiador para a Bunge ? afirmou o presidente-executivo da companhia norte-americana, Alberto Weisser.

No acumulado de 2009, a Bunge lucrou US$ 361 milhões, queda de 66% em relação aos US$ 1,064 bilhão registrados em 2008. Segundo Weisser, o setor de fertilizantes registrou perdas significativas em 2009, enquanto o de óleos comestíveis e agronegócios produziu fortes resultados. A empresa divulgou ainda um prejuízo diluído por ação de US$ 0,21 no último trimestre do ano passado, em comparação com perda US$ 1,89 no mesmo intervalo de 2008.

De acordo com a companhia, a perspectiva para este ano é positiva. “2010 deve ser um bom ano para a Bunge, com sólidos desempenhos de nossos negócios”, acrescentou o executivo. Na semana passada, a Bunge vendeu sua participação na Fosfertil à Vale. O acordo incluiu os negócios de mineração de fertilizantes da Bunge no Brasil, inclusive a participação direta e indireta da Bunge na Fosfertil. A Vale concordou em pagar US$ 3,8 bilhões, em dinheiro, para adquirir 100% dos ativos da Bunge Participações e Investimentos.

6789br Mapa do site