4rabet

Mato Grosso

4rabet - Número de usinas de etanol de milho pode subir para 19 unidades em MT, prevê Sedec

Estado é responsável por mais de 80% da produção nacional e conta com 11 usinas em operação, segundo dados da Unem

Responsável por mais de 80% da produção de etanol de milho no país, Mato Grossopode saltar de11 usinas para 19 nos próximos anos. A previsão é da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico(Sedec), diante da desburocratização do acesso às políticas de incentivos fiscais do governo do estado e a alta capacidade de produção.

OBrasilconta hoje com 18 usinas de etanol de milho em operação, de acordo com a União Nacional de Etanol de Milho(Unem). Dessas, 11estão instaladasnosmunícipios mato-grossenses de Lucas do Rio Verde, Sorriso, Sinop, Nova Mutum, Poconé, Nova Marilândia, São José do Rio Claro, Jaciara, Campos de Júlio.

+Produção de etanol de milho cresce 12% em Mato Grosso, aponta Conab

Ainda conforme a Unem, das usinas com produção de etanol de milho em operação no estado hoje, três estão em fase de ampliação: Sorriso (duas usinas) e Campos de Júlio.

“A expectativa do setor para os próximos anos é ampliar para 19 o número de indústrias de etanol no Estado. A capacidade de produção de milho em Mato Grosso mais que dobrou em uma década, por causa da produção em duas safras no mesmo ano e da alta tecnologia empregada. Com isso, juntamos a facilidade e a eficiência das políticas de incentivo fiscais com a segurança jurídica, e estamos impulsionando esse setor o a investir no Estado”, pontua o secretário de Desenvolvimento Econômico do estado, César Alberto Miranda Lima.

+Conab: produção de cana-de-açúcar em Mato Grosso cresce 1,7%

Milho
Foto: Embrapa Rondônia

Produção de etanol de milho supera a de cana

EstimativasdaCompanhia Nacional de Abastecimento(Conab) apontam para a safra 2022/23 um volume de 3,335 bilhões de litros de etanol de milho em Mato Grosso, reforçando que o biocombustível superou a  produção de etanol derivada da cana-de-açúcar apenas três anos após a implantação da primeira usina exclusivamente de milho no estado.

+Unem: produção de etanol de milho deve dobrar até 2030

Ao se comparar com a temporada passada, a previsão da Conab é 11,9% acima dos 2,982 bilhões de litros da safra 2021/22.

A estimativa, traz a Sedec, é que o setor atinja cerca de 8 bilhões de litros de biocombustível até 2028.

etanol
Foto: Agência Brasil

Nove usinas em fase de construção no Brasil

Hoje, o Brasil conta com nove usinas de etanol de milho em processo de construção.Seis delas estão localizadas em solo mato-grossense, nos municípios de Sorriso, Ipiranga do Norte, Campo Novo do Parecis, Primavera do Leste, Tabaporã e Vera.

Segundo a Sedec, o Governo de Mato Grosso projeta ainda mais o crescimento do setor do biocombustível em prol de alcançar a meta sustentável do país na resposta global à ameaça das mudanças climáticas. O etanol de milho é considerado uma das fontes de energia de menor impacto ambiental.

+Atraso no plantio do milho não tira otimismo dos produtores em MT

Além de Mato Grosso, apenas os estados de Goiás, Mato Grosso do Sul, Paraná e São Paulo possuem usinas do biocombustível.

Crescimento de geração de empregos

Dados do Cadastro de Empregos e Desempregados (Caged), destaca a Sedec, apontam aumentode12,5% de empregos formais em 2022 no setor, se comparado com o mesmo período em 2021.

Em 2021 Mato Grosso contava com oito mil trabalhadores formais nas indústrias de etanol de milho. Já em 2022 esse número subiu para mais de nove mil empregos.

 

Clique aqui, entre no grupo de WhatsApp do 4rabet Mato Grosso e receba notícias em tempo real

4rabet Mapa do site