6666betg

RETOMADA

6666betg - JBS reabre fábrica de carne bovina em MT, que será a maior da América Latina

A etapa inicial prevê investimento de R$ 300 milhões; unidade terá capacidade para processar 3.600 cabeças de gado por dia em 2024

JBS, Mato Grosso
Foto: Pedro Silvestre/6666betg MT

Nesta segunda-feira (20), a JBS retomou as atividades da unidade da marca Friboi localizada em Diamantino (MT).

A planta, que havia sido paralisada em junho de 2023 após um incêndio, iniciou as operações com capacidade inicial de 600 cabeças de gado por dia. O volume, no entanto, deve passar para 1.800 nas próximas semanas.

A etapa inicial prevê investimento de R$ 300 milhões na fábrica. Ao final das obras de ampliação, previstas para 2024, a fábrica terá capacidade para processar 3.600 cabeças de gado por dia.

“Estamos aqui retomando o cumprimento dos compromissos da nossa empresa, que inclui a retomada da primeira etapa: os abates. Estamos entregando o que nos comprometemos, e ainda temos mais a entregar, a segunda etapa, que será concluída até o final do ano com a ampliação”, diz Renato Costa, presidente da Friboi.

Segundo Renato Costa, a unidade de Diamantino exerce um papel fundamental na estratégia de crescimento da companhia, já que fornece produtos para os principais mercados atendidos pela empresa.

“Essa retomada vem com força total, incorporando o que há de melhor em tecnologia, equipamento e estrutura. Tudo que temos de melhor foi trazido para Diamantino para investir, tornando-se a maior planta da JBS no Brasil e, ao final, a maior da América Latina. Ela merece o que há de melhor em tecnologia, equipamento e estrutura”, complementa.

A fábrica está preparada para atender às principais exigências dos mercados internacionais, incluindo o processamento halal.

A planta de Diamantino contará com apoio em atividades complementares de duas unidades da Friboi: em Barra do Garças, em Mato Grosso; e a de Campo Grande. em Mato Grosso do Sul.

A retomada das atividades da fábrica reforça o compromisso da JBS com o desenvolvimento da região. Só no estado de Mato Grosso, a empresa emprega mais de 9,5 mil pessoas.

“Mato Grosso tem hoje o maior rebanho bovino do país. São 34 milhões de cabeças. E esta unidade da JBS é um exemplo disso, porque temos a matéria-prima, temos a capacidade de produzir. O agronegócio cresce, mudando o perfil, saindo da pecuária extensiva para a pecuária em confinamento, melhorando a produtividade. Então, é um jogo de ganha-ganha. A industrialização é uma etapa a partir do ganho de eficiência que as cadeias anteriores estão tendo e da grande oferta de matéria-prima nesse segmento”, diz Mauro Mendes, governador de Mato Grosso.

Ministro da Agricultura visita unidade da JBS

A unidade de Diamantino contará com estruturas inéditas, como um novo túnel de congelamento, um parque ampliado de embalamento de produtos a vácuo e uma área exclusiva para futura instalação de linhas específicas para produção de cortes bovinos porcionados.

Na visita, o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, destacou o investimento na tecnologia.

“Tudo moderno, tudo eficiente, tudo que garante a qualidade da carne brasileira para nós, brasileiros, e para o mundo todo”, afirma.

“Teremos aqui mais de 3,2 mil, 3,5 mil empregos, geração de impostos, geração de riqueza. É isso que faz a economia girar. E por isso, estou aqui com a diretoria da empresa para parabenizá-los pela coragem do investimento e pela solidariedade com os seus colaboradores. É o que nos moveu estar aqui nessa manhã”, complementa.

Sair da versão mobile
6666betg Mapa do site